The New Stuff

Como ter de volta o controle de brilho no seu notebook com openSUSE


Como ter de volta o controle de brilho no seu notebook com openSUSE

Obs.: Esta dica pode servir pra outras distribuições também, ao menos as que possuem a ‘config’ do GRUB em “/boot/grub/menu.lst”Bom pessoal, aqui estou compartilhando mais um pouco do conhecimento que tenho (que também não é muito). Rodei diversos fóruns, testei diversas distros Linux (atuais) e somente consegui o controle de brilho com versões baseadas no Ubuntu e claro, o próprio Ubuntu.

Tenho um Acer 5741z e lutei muito para poder ter de volta o controle de brilho. Consegui com o Ubuntu, porém eu não sou muito chegado ao Ubuntu (sorry, Ubuntu-fãs :]), então parti para outras distribuições: MandrivaPCLinuxOSKubuntu (só pelo KDE), Zorin OSElementary OS e parei no openSUSE.

Nenhuma delas (exceto as baseadas no Ubuntu) funcionaram de primeira.

O Mandriva não teve jeito, fora que pra me irritar ainda mais, ele não reconheceu a interface eth0 e wlan0 (eth0 Broadcom Netlink gigabit e Wlan0 Broadcom BCM43225 b/g/n), e as baseadas no Ubuntu, como já devem saber, basta editar o arquivo em “/etc/default/grub” e adicionar aquelas linhas ([…]quiet acpi_osi=linux[…]) e bastando reiniciar, terá seu controle de brilho de volta.

Mas nas outras não, teimaram até que eu desisti, mas gostei muito do openSUSE e decidi focar tudo que aprendi em cima dele, consegui uma solução. É simples, vamos lá.

Lembra daquele código usado no Ubuntu quando o brilho não funciona? Então, edite como ‘root’, o arquivo (em distros NÃO baseadas no Ubuntu ou Debian): “/boot/grub/menu.lst”.

Nas linhas que aparecem como padrão (assim que o sistema é instalado), adicione ao final de “[…]vga=xxx”, sendo que o “xxx” varia de sistema e Hardware senão me engano, então veja no seu arquivo que número (e letras) ele possui. Continuando, adicione ao final dessa linha este trecho:

quiet acpi_osi=linux acpi_backlight=vendor splash

Vide imagem:

Linux: Como ter de volta o controle de brilho no seu notebook com openSUSE

Como exemplo, aqui está parte conteúdo do meu “menu.lst” dentro da caixa de texto:

###Don’t change this comment – YaST2 identifier: Original name: linux###
title openSUSE 12.1 – 3.1.0-1.2 (default)
root (hd0,0)
kernel /boot/vmlinuz-3.1.0-1.2-default root=/dev/disk/by-id/ata-WDC_WD2500BEVT-22A23T0_WD-WXM1A60Y1754-part1 resume=/dev /disk/by-id/ata-WDC_WD2500BEVT-22A23T0_WD-WXM1A60Y1754-part2 splash=silent quiet showopts vga=0x317(aqui) quiet acpi_osi=linux acpi_backlight=vendor splash
initrd /boot/initrd-3.1.0-1.2-default

Pronto. Salve e reinicie.

Aos que possuem mais de um inicializador default e o Failsafe, basta copiar e colar os parâmetros no final do ‘vga=xxx’.

Mas lembrem-se: cole somente nas linhas que não fazem parte do Failsafe, já que o mesmo desabilita a ACPI e com esses parâmetros, poderiam ocorrer travamentos ou não fazer efeito algum.

Para os que querem saber como eu descobri, foi assim: quem tem este problema, já deve ter reparado que no Bootloader(Grub), o controle de brilho funciona normal, mas depois do carregamento do kernel e o restante do sistema, já era.

Daí, ainda no GRUB, pressionei sem querer uma tecla de caractere, e essa letra apareceu como entrada de parâmetro ao GRUB. Então analisei e vi que o “quiet” e o “splash” servem como um inicio de código (em que ele espera a entrada de parâmetros) e o Splash, um ‘end of file’.

Já tinha isso em mente, mas só prestei atenção quando fiquei intrigado com essas duas palavrinhas, o GRUB espera a entrada de parâmetros bem no final da linha onde termina com ‘vga=xxx’ (por isso a certeza de que é lá que digitamos os parâmetros e salvamos o arquivo), digitei esses parâmetros e ao iniciar o sistema, estava lá o controle funcionando uma maravilha.

Ao reiniciar não funcionava mais, então me veio à cabeça: é claro, o arquivo “menu.lst” contém esses parâmetros. Dai foi só editar o arquivo como ‘root’ e salvar; ao reiniciar, o sistema já derrubava o brilho de acordo com a configuração que eu tinha feito antes ao detectar somente bateria.

Quanto aos parâmetros, não sei como citar a fonte, de quem descobriu primeiro tais parâmetros, porque tem em tantos sites que é difícil saber.

O parâmetro inteiro é este:

GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT=”quiet acpi_osi=Linux acpi_backlight=vendor splash”

E funciona no Ubuntu e derivados.

É isso ai, e Viva o Linux!
Até mais.

Previamente publicado por mim em:

Incoming search terms:

Recently Published

article image
»

Qt 5.5 adiciona novos módulos e amplia o suporte multiplataforma

Via www.infoq.com: o novo release do Qt 5.5 corrigiu quase 1500 bugs ...

article image
»

Firefox poderá rodar plugins do Chrome e Opera de maneira mais fácil

O título acima é da matéria da PC World. No LinuxToday saiu como ...

article image
»

Instalando o Zabbix Server e Zabbix Agent no Raspberry Pi

Enviado por Marcos Vinícius Campez (marcosΘbytelivre·net): “Olá ...

article image
»

Tudo que você queria saber sobre processadores de texto II, a Missão

Enviado por Juan Carlos Castro (jccyc1965Θgmail·com): “O podcast ...

article image
»

OnHub, o novo roteador WiFi do Google, roda Gentoo

Uma das notícias mais relevantes de ontem, nos campos da ...

article image
»

Mozilla testa um “modo secreto” de verdade para o Firefox

Via idgnow.com.br: A Mozilla quer tornar a navegação privada em ...

article image
»

Como voltar a usar o chat do Facebook no Pidgin com o Purple Facebook

Enviado por Edivaldo Brito (edivaldobezerraΘgmail·com): “O ...

article image
»

Transmission – Gerencie seus torrents pelo terminal

Enviado por Gildásio Júnior (gildasio97Θgmail·com): “Aqui irei ...

article image
»

Vídeo da palestra on line sobre certificação LPI

Enviado por Bruno Odon (admΘbrunoodon·com·br): “O HowTo Online ...